Estudo: o impacto da crise no bem-estar dos portugueses

Ver estudo


A qualidade da democracia em Portugal, por Pedro Magalhães

Ver relatório


Revista Nova Cidadania –  grátis para sócios da SEDES

Ver revista


A justiça cível em Portugal – uma perspectiva quantitativa, por Nuno Garoupa, Sofia Amaral Garcia, Guilherme Vasconcelos Vilaça

Ver livro


PRIVATIZAÇÕES OPTAR PARA O FUTURO

Autor : Vários
Editora : SEDES

Data : 1991
Paginas : 161

São publicados neste caderno SEDES os resultados do seminário de Fevereiro de 1988, o qual incidiu sobre o processo de reprivatizações dos meios de produção, nacionalizados depois do 25 de Abril de 1974.

Contou-se com as intervenções de Alexandre Vaz Pinto – em jeito de introdução à problemática das privatizações – e Artur Santos Silva, que referiu os dois grandes objectivos do processo: a redução da intervenção estatal na economia para aumentar a sua eficácia e a melhoria do funcionamento das empresas privatizadas. Fernando Ulrich aprofundou o assunto dos objectivos das privatizações, João Morais Leitão centrou o seu ensaio na óptica das empresas a privatizar e Miguel Galvão Teles clarificou os princípios jurídicos fundamentais que assistem ao processo. A comunicação de Rui Machete conclui, discursando sobre as questões processuais e constitucionais das privatizações.

Inclui-se ainda a posição da SEDES relativamente às privatizações, indicadores económicos e financeiros das empresas envolvidas e legislação em vigor, nomeadamente a Lei Quadro das Privatizações de Abril de 1990.

 


 

MANUAL DE GESTÃO FINANCEIRA AUTÁRQUICA

Autor : J.M. Marques Leandro e Vasco Valdez Matias
Editora : SEDES
Data : 1990
Paginas : 400

Uma obra que se tornou numa referência para os autarcas na área da gestão financeira. São abordadas temáticas como o regime de finanças locais – em que é exposta a legislação vigente e passada – e a administração e funções do administrador.
Neste respeito, são explicados o planeamento, a organização, a direcção e o controlo e os instrumentos de administração financeira (orçamento, crédito e cooperação técnica e financeira, sistema contabilístico, contas de gerência, relatórios de actividades e orçamento de tesouraria). Como último ponto é analisada a administração financeira integrada, com ênfase no planeamento financeiro e de actividades, execução do plano e orçamento e painel de controlo.

 


 

ATITUDES VALORES CULTURAIS E DESENVOLVIMENTO

Autor : Vários
Colecção : SEDES
Data : 1988
Paginas : 153

É o segundo número da série “Cadernos SEDES”, o qual contém os textos premiados no concurso denominado “Atitudes, Valores Culturais e Desenvolvimento”, promovido pela SEDES por ocasião do seu XV aniversário.

O primeiro prémio foi atribuído ao texto “Produto Nacional Vivo: Uma Cultura para o Desenvolvimento” da autoria de Augusto Santos Silva. O segundo prémio foi atribuído em a dois ensaístas em exequo, a saber, Carlos Benrós Pissaro com o texto “Problemática do Desenvolvimento: Análise e Perspectivas de Desenvolvimento na Serra da Lousã” e a Margarida Pedroso Lima e Luís Arnaut com “A Via Intercultural para o Desenvolvimento”.

 


 

SEDES – DOSSIER 73/75

Autor : Vários
Editora : Moraes Editores
Data : 1982
Paginas : 175

Neste Caderno SEDES são relatadas as actividades da associação de 1973 a 1975, nomeadamente as Acções, Documentos, Comunicados e Tomadas de Posição. Destaque para a tomada de posição da SEDES no 25 de Abril de 1974. Publicam-se ainda recortes de Imprensa e dois testemunhos sobre a questão “SEDES – Partido ou Associação Política”.
Trata-se da história da SEDES num período muito especial da história contemporânea de Portugal.

 


 

SEDES – DOSSIER 76/85

Autor : Maria da Conceição Castro Dias e Ana Reis Machado
Editora : SEDES
Data : 2000
Paginas : 207

Este volume regista e resume as actividades desenvolvidas pela SEDES entre os anos de 1976 e 1985, dando continuidade ao livro SEDES – Dossier 73/75.

São abordados assuntos como o funcionamento orgânico da associação e as suas acções, nomeadamente seminários, colóquios, ciclos sobre temas e actividades culturais com um âmbito bastante abrangente, desde a temática da recuperação económica em 1976 à cooperação entre a SEDES e o Centro Nacional de Cultura em 1985.

Na parte II é tema o I Congresso da SEDES e seu impacto na imprensa. Os assuntos que serviram de suporte aos trabalhos foram tratados em seminários que abordaram a Política Regional, Reformar Portugal para a Integração Europeia, os Recursos Naturais, A Pessoa e o Estado e a Cultura.

Na III parte é feita a exposição dos documentos, comunicados e tomadas de posição emanados da SEDES. Designadamente e por ordem cronológica: o Parecer sobre a Proposta de Lei sobre a Reforma agrária em Dezembro de 1975; as tomadas de posição sobre as Eleições Legislativas e Presidenciais de 1976; sobre o Processo de Transformação Global da Sociedade Portuguesa, em Maio de 1976; os documentos sobre a Reconstrução Nacional e Recuperação Económica, de Novembro de 1976; sobre o Poder Tecnocrático e o Exercício da Democracia, de Março de 1977; as tomadas de posição sobre a Defesa da Democracia e o Poder Local, em Maio de 1977; sobre o Reencontro do Mundo Rural de Julho de 1977; e por último as tomadas de posição sobre a Lei da Revisão Constitucional de Agosto de 1982 e sobre as Instituições Democráticas em Janeiro de 1983.

Em conclusão são ainda publicados os testemunhos dos presidentes do Conselho Coordenador no período em análise

 


 

PORTUGAL, O EURO E A GLOBALIZAÇÃO – CONVERGÊNCIA REAL

Autor : Maria Idalina Salgueiro
Editora : Editorial Notícias
Data : Setembro de 2001
Paginas : 180

Trata-se de uma publicação que reúne as intervenções efectuadas no III Congresso da SEDES, em 1998, subordinado ao tema “Portugal, Face aos Desafios do Euro e a Globalização – Um Novo Paradigma para a Convergência Real”, com introdução do Presidente da República, Mensagem do Primeiro-Ministro e cujos painéis obtêm tradução no índice deste livro; são eles:

  1. “Valores, Atitudes e Comportamentos na Sociedade Contemporânea”, tendo como oradores João Lobo Antunes e Emídio Rui Vilar;
  2. “Um Novo Quadro para o Sistema de Educação em Portugal”, por Diogo de Lucena, Luís Valadares Tavares e Jorge Carvalhal;
  3. “A Reforma Indispensável do Sistema de Justiça”, por Júlio Castro Caldas e João Mendes de Almeida;
  4. “Reexame da Administração: O Estado e a Regulação”, por Henrique Medina Carreira, Leonardo Ferraz de Carvalho e Rui Nogueira Simões;
  5. “Empresas e Empresários: Dimensões da Competitividade”, por António Carrapatoso e Henrique Neto;
  6. “Liberdade, Civismo e Cultura da Responsabilidade”, por João Carlos Espada e Manuel Braga da Cruz;

Como conclusão transcreve-se ainda a intervenção de Vera Jardim.